Não faça da sua sanita um caixote de lixo

Um dos meus primeiros post’s foi alertar para o não colocar cotonetes pela sanita e dando uma leves luzes do funcionamento de uma ETAR, nesse mesmo post, referia também como as nossas acções recebem sempre uma resposta. Pode reler esse post aqui.

Hoje venho alertar de novo que a sanita não é um recipiente para colocarmos os nossos resíduos. Isto porque, no outro dia, uma senhora comentava comigo “Ah, desde que descobri que dar os medicamentos à farmácia é tudo um negócio para África, passei a deitar todos os meus medicamentos pela sanita”, foi então que informei a senhora que não o devia fazer, uma vez que ao deitar os medicamentos pela sanita estes dissolviam-se na água e, consequentemente, teriam efeitos na Natureza.

Para exemplificar, temos o caso de peixes machos com gónadas feminina, isto é, dentro dos órgãos sexuais masculinos desenvolveram-se órgãos sexuais femininos. Este acontecimento está relacionado com o facto da população feminina consumir a pílula, constituída por  hormonas femininas, e aquando das suas necessidades fisiológicas estas hormonas são excretadas. Se na ETAR não houver tratamento destes desreguladores endócrinos então estes terão o seu efeito na Natureza, neste caso, os peixes macho passam a ter gónadas femininas (se quiser saber mais e melhor sobre este caso exemplificativo veja aqui). Com outros medicamentos que não envolvam estas hormonas irão ocorrer outras reacções, consequentemente, não só afecta as outras espécies, como nos poderá afectar a nós se consumirmos estes peixes, ou outro animal afectado. É muito importante, que em cada acção nossa, não esqueçamos que tudo tem uma resposta, e por isso devemos ter acções o mais conscientes possíveis.

A senhora ficou muito admirada ao ter a noção deste seu acto e questionou-me “Mas se eu colocar no caixote de lixo ainda alguém os toma, ou até mesmo um animal”, eu sugeri a senhora “se não quer mesmo entrega-los na farmácia talvez, colocar no lixo de forma menos acessível, quer para as pessoas, quer para os animais, por exemplo, dentro de um frasco fechado, ou de uma garrafa de plástico fechada, e até pode incluir um papel a informar as pessoas para não consumirem. Assim os animais não acedem ao medicamento, e as pessoas se o acederem é por própria vontade, pois deixa lá a informação que não devem consumir”.

Adquira este novo hábito, não deite nenhum lixo pela sua sanita!

Image

fonte da imagem: run.unl.pt/bitstream/10362/1142/1/diniz_2005.pdf

Anúncios

One thought on “Não faça da sua sanita um caixote de lixo

  1. Pingback: Pratique os bons hábitos. Cuide de si, cuide de todos! | Sem Pegadas...Novos hábitos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s