Tag Archives: aspartame

A verdade sobre os edulcorantes

Esta semana enquanto fazia as minhas compras e observava os ingredientes de um dos produtos, comentavam comigo que o aspartame era cancerígeno. Portanto pôs mãos à obra e procurei informar-me melhor, esta semana esta é a minha partilha de informação convosco 🙂

O aspartame, assim como a sacarina, o ciclamato, o acesulfame de potássio e a sucralose, são edulcorantes/adoçantes. Um produto pode ter um adoçante ou mais que um.

De todos os edulcorantes referidos, o mais usado é sem dúvida o aspartame. Sendo este constituído por dois compostos das proteínas: o ácido aspártico e a fenilalanina. Estes compostos das proteínas existem nos ovos, queijo, leite, e em menor quantidade na banana.

Ao longo de mais de 30 anos, nunca se provou que os edulcorantes/adoçantes fossem tóxicos e muito menos cancerígenos. Na realidade até são úteis num plano alimentar de redução de peso e de tratamento da diabetes. Estes podem ser:

> adicionados a bebidas, lacticínios e cereais;

> cozinhados, desde que não cheguem a altas temperaturas;

> não devem ser usados em pessoas com fenilacetonuria.

A fenilacetonuria é uma doença genética que provoca nas pessoas a impossibilidade de metabolizar a fenilalanina (um dos compostos proteicos do aspartame), esta é detectada no teste do pezinho. Quando é detectada, as crianças até à adolescência têm de consumir o mínimo de fenilalanina. É importante referir que a quantidade de fenilalanina presente no aspartame é pequena quando comparada com a de outros alimentos proteicos, como, por exemplo, o ovo. Um comprimido de aspartame (por ex: Canderel) tem 11 mg de fenilalanina, já a clara do ovo tem 350 mg. Contudo, estes jovens não devem consumir o aspartame, por isso os alimentos com este aminoácido apresentam no rótulo a frase: “Contém uma fonte de fenilalanina”.

É também importante referir, como medida de precaução, não se deve dar edulcorantes a todas as crianças até aos dois anos de idade, e devem ser dados apenas em quantidades moderadas a crianças em geral.

Adquira este novo hábito, procure informar-se!

Image

fonte: livro da professora Isabel do Carmo

fonte da imagem: images.google.com